Sono! Esse assunto, muitas vezes nos deixa nervosos…”meu bebê não dorme”, “minha filha acorda a noite inteira”, “meu filho faz uma soneca de 20 minutos apenas no meio da tarde”…são muitos relatos de familias a respeito do sono dos bebês e das crianças.

Vamos entender um pouco mais, isso pode nos ajudar!

Quais são as reais necessidades de sono na infância?

As necessidades de sono durante a infância variam dependendo da idade. Enquanto os recém-nascidos dormem a maior parte do tempo, seu sono é em segmentos muito curtos. Conforme o bebê cresce, a quantidade total de sono diminui gradualmente, mas a duração do sono noturno aumenta.

Geralmente, os recém-nascidos dormem cerca de oito a nove horas durante o dia e cerca de oito horas durante a noite. Mas podem não dormir mais do que uma a duas horas seguidas.

A maioria dos bebês não começa a dormir durante a noite (seis a oito horas) sem acordar até cerca de 3 meses de idade. E cerca de dois terços dos bebês conseguem dormir a noite toda com a idade de 6 meses.

Os bebês também têm ciclos de sono diferentes dos adultos. Bebês gastam muito menos tempo em sono REM (movimento rápido dos olhos, sono do sonho) e os ciclos são mais curtos. Os seguintes são os requisitos habituais de sono noturno e diurno para recém-nascidos até os 2 anos de idade:

Quais são os sinais de problemas do sono infantil?

Uma vez que o bebê começa a dormir regularmente durante a noite, os pais ficam freqüentemente desanimados quando ele ou ela começa a despertar novamente à noite. Isso normalmente acontece aos 6 meses de idade.Mas geralmente é uma parte normal do desenvolvimento chamada ansiedade de separação. Quando um bebê não entende que as separações são temporárias. 

Os bebês também podem começar a ter dificuldade para dormir devido a ansiedade de separação, superestimulação ou fadiga excessiva.

Respostas comuns de bebês que passam por esses despertares noturnos ou dificuldades em dormir podem incluir:

  • Despertar e chorar uma ou mais vezes durante a noite depois de dormir pela noite anterior
  • Chorar quando você sai do quarto
  • Recusa de ir dormir sem a mãe ou o pai estejam junto
  • Agarra-se ao pai ou a mãe na separação

Problemas do sono também podem ocorrer por algum distúrbio.  Consulte o médico do seu bebê se ele começar a ter dificuldade para dormir ou permanecer dormindo, especialmente se esse for um novo padrão.

Sinais de prontidão para o sono

Você pode ajudar seu bebê a dormir reconhecendo sinais de prontidão para dormir, ensinando-o a adormecer sozinho e consolá-lo com o despertar. 

Seu bebê pode mostrar sinais de estar pronto para dormir:

  • Esfregando  os olhos
  • Bocejando
  • Começa a ficar muito agitado
  • Apresenta irritabilidade

Como ajudar seu bebê a adormecer

Os bebês podem não conseguir estabelecer seu ritmo de sono e vigília. Surpreendentemente, nem todos os bebês sabem como dormir ou podem voltar a dormir quando despertam durante a noite. 

Quando é hora de dormir, muitos pais querem embalar ou amamentar seu bebê para ajudá-lo a adormecer. Estabelecer uma rotina na hora de dormir é uma excelente maneira. No entanto, certifique-se de que seu bebê não adormeça em seus braços. Isso pode se tornar um padrão e seu bebê pode começar a esperar estar em seus braços para adormecer. Quando seu bebê acorda durante um ciclo de sono, ele pode não conseguir voltar a dormir sozinho sem estar em seu colo.

Os bebês que se sentem seguros são mais capazes de lidar com as separações, especialmente à noite. Afagar e consolar seu bebê durante o dia pode ajudá-lo a se sentir mais seguro. 

Outras maneiras de ajudar seu bebê a aprender a dormir incluem o seguinte:

  • Dê tempo para os cochilos todos os dias, conforme necessário, para a idade do bebê.
  • Evite estimulação e atividade perto da hora de dormir.
  • Evite eletrônicos, principalmente algumas horas antes de dormir
  • Estabeleça uma rotina para dormir, como tomar banho, ler livros, cantar e balançar.
  • Tocar música suave enquanto seu bebê está com sono.
  • Apresente um objeto transicional, como um pequeno cobertor ou brinquedo macio, que seu bebê possa levar para a cama, mas não antes de seu bebê ter idade suficiente (capaz de rolar e sentar) para evitar o risco de sufocamento.
  • Coloque seu bebê na cama quando ele e ela estiver sonolento, mas antes de dormir.
  • Conforte e tranquilize seu bebê quando ele ou ela estiver com medo.
  • Para despertares noturnos, confortar e tranquilizar seu bebê dando tapinhas e acalmando, mas evite tirar o bebê da cama.
  • Durante as sonecas de dia, deixe a luz natural e os ruídos do dia. E durante a noite, proporcione silencio e escuridão, para mostrar e ajudar o bebê a regular seu sono. Assim o bebê entende a diferença do sono da noite e do sono diurno, evitando a troca.
  • Seja consistente com a rotina, evite muitas mudanças

Oferecer colo, cuidado e acolhimento ao bebê, é fundamental para desenvolver segurança a ele. Não o deixe chorar sem resposta. O bebê ainda não entende como o mundo funciona e só tem a você para ensina-lo que está protegido.

Essa resposta acolhedora o ajudará a compreender que mesmo sozinho têm a seus pais como protetores e terá confiança ao domir sozinho.

 

 

Referência: Infant Sleep.Stanford Children´s Health

 

 

Deixe sua opinião

Olá, gostaria saber mais sobre estimulação infantil?
Powered by