Olá, tudo bem? Temos falado (e falaremos sempre!) em como os pais podem estimular bebês recém nascidos corretamente. Esse estímulo é importante para proporcionar um desenvolvimento saudável do cérebro, mas talvez você esteja confuso com a imensa quantidade de informações que recebe diariamente. Ou ainda, se perguntando como é possível estimular um recém nascido, sendo ele tão pequeno e dorminhoco!

Pois bem, um artigo do Departamento de Medicina de Harvard, nos orienta de maneira muito rica sobre como pais de primeira viagem podem realizar atividades de estimulação sem recorrer aos diversos livros disponíveis e também sem ir à falência adquirindo todos os brinquedos que prometem tornar a criança mais inteligente.

A ideia é a de que o seu bebê pode te ensinar. As necessidades que ele apresenta, te levam às ações necessárias para tal estimulação. Portanto, respire fundo e saiba que você já tem feito muito pelo bom desenvolvimento do seu bebê.

Com recém nascidos, a estimulação ocorre com menos ações que costumamos reconhecer como brincadeiras, mas com abertura para facilitar a exploração sensorial: visão, audição, toque, movimento. Você pode aproveitar as curtas janelas em que o bebê esteja acordado e em silêncio para realizar isso – conversando e acariciando durante a troca das fraldas, por exemplo.

Segundo Lise Eliot,  ao dançar, balançar, se aconchegar e se mover com seu bebê, você não está apenas aumentando seu vínculo social/emocional com ele, mas estimulando o sistema vestibular do bebê (senso de equilíbrio e movimento). Realizar este tipo de estimulação, promove a diminuição da excitação e angústia, aumento do desenvolvimento de reflexos e habilidades motoras, além do aumento do estado de alerta visual, o que ajuda o bebê a absorver informações sobre o mundo que o cerca.

Ao nascer, o bebê pode ver objetos que estão bastante próximos, e capaz de distinguir contrastes fortes de cor, embora não com muita clareza. Estudos têe

pai conversando com o bebê
Como os pais podem estimular os bebês recém nascidos

m demonstrado que, dentro de uma hora após o nascimento, um bebê pode reconhecer o rosto de sua mãe – um mecanismo de sobrevivência bastante útil e que nos leva à próxima dica.

A qualquer momento, os pais podem estimular bebês recém nascidos e interagir com o bebê – seja no carro, o segurando no colo ou deitado no chão. Observe se o bebê responde às suas expressões faciais enquanto você fala calmamente com ele. É possível até que ele imite sua expressão facial!

Na Universidade de Delaware foi realizado um estudo que descobriu que os bebês de mães com mais expressões faciais animadas estavam mais firmemente ligados a suas mães do que os bebês de mães com menos expressões animadas.

Como os podem estimular seus bebês recém nascidos na área visual?  É possível mostrar objetos brilhantes, imagens com fortes contrastes, ir a um museu.  Para que ele possa ver as obras, ou ainda em um grande lugar ao ar livre, onde ele possa desfrutar de diversas experiências sensoriais.

Em nosso próximo texto, vamos falar sobre os sons e sua interação com o cérebro. Enquanto isso, o que você precisa saber, é que estar presente, segurar seu bebê e interagir com ele o máximo possível, tem mais poder do que qualquer brinquedo super moderno!

Veja mais dicas na nossa cartilha BRINC!

Deixe sua opinião

Open chat
Olá, gostaria saber mais sobre estimulação infantil?
Powered by